Redesign para E-commerce: Saiba o que fazer na hora de reformular o seu site

Redesign para eCommerce

A reformulação do site de comércio eletrônico é um projeto complexo que não deve ser iniciado sem que você possua metas bem definidas. Você deve ter clareza sobre o que espera obter de um novo design e as expectativas devem ser reais o suficiente para serem atendidas.

Mas, você fica em dúvida sobre quando e como investir no redesign do seu e-commerce? Lembre-se que, além de melhorar o design e a funcionalidade, você e a empresa responsável por isso também precisarão considerar muitos elementos técnicos e questões de marketing. Isso pode variar de acordo com a plataforma de e-commerce onde a hospedagem é feita, mas de forma geral, um redesign feito corretamente sempre será lucrativo. Se não reformular seu e-commerce com certa regularidade, sua marca e sua ferramenta de vendas estarão desatualizadas e as taxas de conversão provavelmente diminuirão.

Como saber se o seu negócio online precisa de um novo design

Para saber se é o momento de pensar em mudanças no seu site de vendas, veja se algumas dessas questões se encaixam nas suas necessidades:

  • O Google Analytics indica uma alta taxa de rejeição e baixos retornos no investimento em marketing – um novo design é importante se o Google Analytics informar que seu website apresenta resultados negativos em termos de comportamento e índice de visitantes. Com os números do Analytics, você pode definir claramente as áreas problemáticas do site atual e obter um novo design com foco na remoção das falhas existentes. O acompanhamento das suas páginas da web com parâmetros como taxa de rejeição, taxa de saída, conversões, duração média da visita, entre outros, ajudará a descobrir as principais áreas problemáticas.


Para saber mais sobre Google Analytics, baixe nosso eBook.

  • O site atual não se ajusta aos seus objetivos de negócios e ao público-alvo – se o site atual não atende ao seu público-alvo, de acordo com suas atitudes, comportamentos e perfis de compra, então não adianta adiar o processo de reformulação. Para cumprir seus objetivos comerciais, como segmentar um nicho ou oferecer produtos personalizados, você deve possuir uma plataforma que atenda aos requisitos específicos do usuário de forma adequada. Afinal, seu segmento de clientes tende a compartilhar traços comuns e exige um tratamento específico. Redesenhar pode ajudar a suprir essas demandas e, portanto, atingir as metas necessárias.
  • Seu site não possui tecnologia atualizada – você está percebendo que as pessoas visitam seu site, mas não realizam compras? Este pode ser o caso de um site que não tem uma boa taxa de resposta. Ter uma escalabilidade para seus negócios é essencial e o redesign é uma ótima maneira de conseguir isso. Alguns problemas que poderão acabar são: demora para carregar; capacidade de receber o tráfego de usuários; otimização de plugins e recursos integrados; entre outros.
  • Você começou com um design básico e agora deseja um site personalizado – você tem modelo de site muito básico que já não atende aos requisitos necessários, não oferecendo exclusividade e restringindo as possibilidades de negócios. Um design personalizado é mais adaptável e focado na marca. Para isso, você precisará reformular a plataforma e obter alguns recursos únicos que proporcionam uma vantagem sobre a concorrência.
  • Você deseja atrair usuários de dispositivos móveis e smartphones – se você tem um site que não abre com eficiência em dispositivos móveis, provavelmente está perdendo a parcela de compradores que está procurando seu e-commerce por meio de celulares e smartphones. Tentar minimizar o site para ajustá-lo em um tamanho de tela menor não é suficiente, pois só dará resultados parciais. Você precisa reprojetar e otimizar muitos aspectos para garantir uma compatibilidade móvel impecável e ter sucesso total nas suas vendas pela internet.

O que deve ser considerado ao fazer o redesign do E-commerce?

Quando se trata do design de uma loja virtual, o que o consumidor quer é bastante simples: conveniência. Por isso, além de um visual atrativo, é preciso investir em funcionalidade. Tudo aquilo que for mais relevante para o usuário deve estar bem acessível e fácil de ser identificado. Confira alguns tópicos que você deve pensar se quiser reformular o design do seu e-commerce

  • Criar um novo visual
  • Determinar um plano de migração de conteúdo
  • Planejar novos conteúdos e páginas
  • Migrar todos os dados (pedidos atuais, produtos, clientes, senhas quando necessário)
  • Transferir SEO (títulos, links, etc.)
  • Integrar o Google Analytics
  • Ter uma otimização contínua de SEO e conversão

Dicas para realizar o redesign do E-commerce

Agora que você já sabe os motivos para mudar o design do seu comércio eletrônico, veja algumas dicas para fazer isso da melhor forma:

  • Contrate um serviço especializado – alterar produtos, atualizar imagens e adicionar novos conteúdos ao seu e-commerce pode ser uma tarefa complexa. Além disso, lojas online exigem mudanças frequentes, como adicionar itens ou informar os visitantes sobre as novas ofertas e produtos específicos. Por isso, deixando essas tarefas com profissionais especializados, você poderá ter muito mais tranquilidade.
  • Considere o que funcionou no passado e o que não funcionou – ouvir seus clientes pode ser uma das coisas mais importantes que você pode fazer para atingir uma alta performance em vendas por meio de um novo design. Do que os visitantes reclamaram? Quais elementos sempre parecem um pouco incômodos? Existem recursos que você precisa? É muito importante abordar esses problemas no novo design. Além disso, considere seus concorrentes. O que eles tem que você não tem? Como você pode melhorar o que eles fizeram? Lembre-se, descobrir as soluções nem sempre é sua responsabilidade, mas você deve repassar aos profissionais especializados tudo o que for útil.
  • Foque em facilitar a navegação – não importa o seu tipo de e-commerce, o front-end do site é o mais importante, e criar o melhor sistema de pedidos dará uma vantagem à sua empresa. Os melhores layouts para e-commerce são aquelas em que os usuários possuem facilidade de navegar pelos menus, de encontrar os produtos que desejam e de finalizar suas compras sem dificuldades. De botões bem visíveis a aceitar várias opções de pagamento, essas ações converterão os visitantes em vendas.
  • Faça muitos testes – quanto mais você testar o desempenho de um novo design ou uma nova funcionalidade, melhor. Às vezes, é claro, o teste não é possível. Se você não puder testar antes, faça isso imediatamente depois da implementação. Tenha certeza de que tudo está funcionando como deveria e evite futuros problemas.
Compartilhe!

Artigos Relacionados