E-mail marketing tem a melhor taxa de conversão no e-commerce

Estudo realizado pela Experian Marketing Services, revelou que o e-mail é o canal que apresenta a melhor taxa de conversão em vendas para empresas de comércio eletrônico, com 2,53%. As ferramentas de busca apresentaram a segunda melhor taxa de conversão (2,08%), seguidas pelas mídias sociais, com 1,18%. A taxa de conversão média do e-commerce é de 1,44%.
Para o head de marketing da Experian Marketing Services, Marco Salvi, apesar de menos representativo no volume total de vendas, o canal e-mail apresentou o melhor desempenho. “Isto ocorre porque este canal já vem sendo utilizado há muitos anos pelos profissionais de marketing que, durante este período, desenvolveram e aperfeiçoaram técnicas para maximizar o relacionamento com seus clientes”, afirma Salvi.
Outra pesquisa, publicada em agosto, pela Monetate – com base em mais de 100 milhões de experiências de compras online – também mostrou que o e-mail marketing supera os outros canais em termos de conversão, com uma taxa de 4,25%, à frente dos buscadores (2,49%) e das mídias sociais (0.59%). Além disso, a pesquisa sugere que a taxa do e-mail esteve à frente durante o 1° e 2° trimestre de 2011 (3,82% e 3,65%), respectivamente.
Ainda de acordo com o estudo da Experian, empresas que investem em comunicação e anúncios na web, possuem como principais objetivos aumentar a receita com vendas e melhorar o relacionamento da marca com o público. Mais de 74% dos entrevistados considera o primeiro como “muito importante”. Já a melhoria no relacionamento aparece em segundo lugar, com de 69% dos inquiridos considerando “muito importante”, superior ao aumento da exposição da marca (branding), com 61%. Aumentar o acesso ao site e gerar leads ficaram com 44% e 37%, respectivamente.
“Ao utilizar dados sobre o relacionamento prévio do consumidor com a marca de forma cada vez mais efetiva, é possível transformá-los em conhecimento para gerar melhores taxas de vendas”, comenta Marco. Para o marqueteiro, esta é uma tendência que poderá ser observada, futuramente, também em mídias sociais. “À medida que os profissionais de marketing aprendem a lidar com a abundância de informações disponíveis neste canal, criam-se ações de marketing cada vez mais personalizadas e, consequentemente, mais efetivas”, finaliza.
Representatividade dos principais canais de e-commerce brasileiros
Conforme os dados publicados pela Experian, 90% dos participantes confirmaram fazer uso de e-mail marketing e as principais expectativas são aumentar as vendas (45%) e o tráfego (17%). Contudo, a participação no tráfego é de 9,39% e na conversão é de 14,14%. Quase 50% dos comerciantes investem mais de 10% de seus recursos neste canal. Em média, 65% dos entrevistados disseram que o e-mail também está gerando ROI, e por isso, 48% continuará investindo e 17% irá aumentar seus investimentos. Outros 17% disseram que irão começar a investir no canal pois acreditam ser um bom gerador de ROI.
Entre os respondentes do relatório, cerca de 90% disseram que usam mídias sociais. Os dados do estudo mostram que a expectativa principal é de melhorar o relacionamento com o público, com 54% da preferência, seguido de aumentar exposição da marca, com 21%. Ainda assim, a participação do canal no tráfego total dos sites de e-commerce é de 17,24% (segunda maior), enquanto a participação do canal na conversão total é de 12,16%. Em torno de 70% dos anunciantes investem menos de 10% neste canal.
Quando se trata dos motores de busca, mais de 70% dos entrevistados citaram usar este canal. O aumento de receita com vendas ficou na primeira posição entre as finalidades de uso, com 39%, à frente da expectativa de aumento de tráfego do website (29%). O estudo informou que a participação do canal no tráfego total é de 27,25% e a participação na conversão total de 33,73%. Entre os anunciantes, 50% investem mais de 10% no canal.