7 Mitos sobre Experiência do Usuário para eCommerce

7 mitos loja virtual e-commerce

Preparamos uma lista para te ajudar a entender melhor quais são os maiores mitos que circulam em relação a usabilidade e experiência de usuário para e-commerce. Procuramos desmistificar algumas crenças que foram difundidas em torno da construção da interface e desenvolvimento da sua loja virtual.

1. “Pessoas na internet não leem”

Blogs com artigos sobre moda, jogos, negócios e tecnologia, enchiam a internet, a algum tempo atrás. Com o avanço das tecnologias ficou mais fácil o consumo de conteúdos com vídeos, imagens e músicas. Blogs acabam perdendo cada vez mais usuário e redes sociais tornam-se cada vez mais populares.

Esse efeito ocorre, porque as pessoas normalmente só lêem grandes massas de texto na web, quando estão interessadas em um determinado assunto. Quando fazem uma pesquisa ou estão lendo alguma notícia. Oferecer uma grande quantidade de texto para convencer seu cliente comprar um produto, pode não ser a solução mais adequada.

O Instagram, por exemplo, é uma rede social que tem seu foco no compartilhamento de imagens e vídeos (“stories”). Seu público vem aumentando consideravelmente ano a ano. Isso se dá em parte, pela grande facilidade que nós temos de consumir conteúdo visual através dela. Apostar em vídeos mostrando detalhes do produto ou mesmo imagens chamativas para destacar os produtos em sua loja virtual, pode ser o melhor caminho para melhorar suas vendas.

É importante salientar que, após o cliente considerar realizar uma compra, ele vai buscar por informações que o deixarão seguro para que ele prossiga com a compra. Os textos sobre o produto ainda devem estar lá.

2. “Design de loja virtual tem que ser diferente de tudo”

Para ter uma loja virtual de sucesso, você não precisa de um design inovador, na verdade o que precisa ao abrir o seu e-commerce é utilizar práticas que já foram testadas e que se provaram eficazes.

Utilizando dessas práticas suas chances de ter sucesso nas vendas através da internet aumentam, pois o usuário já está acostumado com essas interações que outros canais de venda online já disponibilizam. Com isso, seu cliente não precisa passar pelo processo de aprendizagem para consumir seu conteúdo ou encontrar um produto em seu e-commerce.

Mas isso não quer dizer que originalidade e inovações devem sair dos planos de evolução para sua loja virtual. Diferenciais podem te ajudar a se destacar dos seus concorrentes. Só não foque nessas inovações antes de entregar o básico de usabilidade para seu cliente.

Quando for tomar uma decisão relacionada ao seu layout, procure verificar se o seu público consegue compreender facilmente o funcionamento da sua loja virtual. Dessa forma, você terá mais sucesso em criar um experiência sem barreiras no processo de compra.

3. “Detalhes na loja virtual não importam”

Cuidar dos detalhes pode te ajudar a evoluir seu número de vendas, porque detalhes tornam a experiência do usuário mais fluída. Imagine que sua loja virtual não tenha evidente os menus de categorias importantes para seu cliente. Esse simples motivo pode fazer que seu cliente desista do processo e escolha por comprar no seu concorrente.

Sempre verifique se os menus estão claros, se o ícones estão relacionados com suas funcionalidades. Identifique o que é importante para seu cliente. Por exemplo, para um determinado público deixar claro o valor parcelado, pode ser indiferente, mas para outro pode ser fundamental.

Uma loja virtual com bom acabamento vai contribuir para que seu cliente se sinta mais seguro para efetuar a compra. Funciona basicamente como no mundo físico, podemos desistir de comer em algum lugar, somente devido a apresentação do local.

Sempre cuide dos detalhes em sua loja virtual. Se isso não for possível antes do lançamento, coloque isso no seu plano de evolução, para que você entregue uma experiência mais sólida possível.

4. “Você precisa reformular o layout da loja virtual sempre”

Ao aprovar seu layout, você pode acabar se questionando se ele vai se manter atual por um longo período. Por esse motivo é importante que escolha uma empresa que esteja antenada com as tendências de mercado. Um layout bem estruturado no projeto vai durar por anos e se manter atual, somente com algumas pequenas atualizações.

Empresas como o Google costumam adotar essa prática em seus serviços e funcionam muito bem. O YouTube teve somente três grandes mudanças de layout desde o seu lançamento. Isso só é possível, pois o design do projeto foi pensado para ter uma grande durabilidade.

Lembre-se também que você pode mudar significativamente sua loja virtual somente fazendo alterações nos banners. Sabendo disso é possível deixar sua loja virtual customizada de acordo com as épocas sazonais e importantes para o e commerce.

Para saber a hora certa de reformular seu layout, leia este artigo.

5. “Você pensa igual aos seus consumidores online”

Nem sempre você é o público do produto que você vende. Tenha isso em mente no momento de desenvolver seu projeto, porque vai te ajudar a entregar o que seu cliente espera e não o que você espera. Tenha em mente que suas expectativas podem estar desalinhadas com as de seus consumidores.

Valide se sua marca se comunica com o seu cliente. Faça pesquisas com seus usuários e procure entender quem são eles e o que esperam de seu produtos.

6. “Barra de busca resolve problemas de usabilidade”

Um bom buscador em seu e-commerce com certeza ajudará seus clientes a chegarem nos produtos que desejam. Mas é importante que eles tenham outras alternativas para encontrar esses mesmos produtos. Pensar em uma árvore de categorização bem estruturada vai te ajudar a vender mais, pois os clientes vão chegar com mais facilidade em seus produtos.

Muitas vezes, o usuário não sabe exatamente que produto vai comprar e é nesse momento que uma boa categorização vai guia-lo. Se seu cliente precisa de um smartphone, mas não sabe ainda qual modelo vai comprar, ele optará pelo uso do menu.

Você pode utilizar de ferramentas como o Google Analytics, para entender o que seu cliente busca e poder entregar para ele o que ele precisa, mas ainda não sabe.

Procure manter seus principais produtos destacados, ainda mais se sua marca possui vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes. Assim, ao entrar na sua loja virtual, maiores são as chances do seu cliente encontrar o que estava buscando.

Veja aqui dicas de como analisar a usabilidade do seu e-commerce.

7. “Se funciona na Amazon, funciona para sua loja virtual”

Aqui colocamos o exemplo da Amazon por ser um dos maiores e-commerces do mundo, mas isso vale também para seu concorrente. É comum olharmos lojas virtuais concorrentes, principalmente as que estão mais consolidadas e nos depararmos com layouts arrojados. Isso não quer dizer que esse mesmo projeto vai funcionar no seu negócio.

Se você vende roupas com preços populares como encontradas em lojas de departamento, ter um layout parecido com o de lojas de grife, não vai te ajudar a vender mais. Por mais que ele seja um layout arrojado e atraente, esse projeto foi pensado para outro público que pode não ser o seu.

Faça um projeto que comunique com seu público, dessa forma ele vai se identificar com sua marca e vai se tornar um consumidor em potencial.

Se achar um recurso em um lojista maior ou concorrente que acredite fazer sentido para seu negócio, aplique em formato de teste AB.

Conclusão

Fique atento aos mitos que podem surgir no mercado. Foque seus esforços em conhecer seu público, analisar seus resultados e aumentar suas vendas. Não há nada errado em seguir padrões estabelecidos e depois buscar meios para inovar.

Quer saber mais sobre como ajudamos mais de 200 marcas a abrirem seu canal de vendas online e vender mais? Envie uma mensagem para nós clicando aqui.

Artigos Relacionados